Home » Conteúdo » O Quênia faz mais transações de criptomoedas de pessoa para a pessoa do que qualquer outro lugar do mundo.

O Quênia faz mais transações de criptomoedas de pessoa para a pessoa do que qualquer outro lugar do mundo.

De acordo com a Chainalysis, os quenianos são os líderes mundiais no comércio de criptomoedas P2P.

De acordo com o recente relatório Global Crypto Adoption Index 2021 da Chainalysis, o Quênia lidera o mundo quando se trata de transações criptomoedas em termos de comércio ponto a ponto (P2P).

O comércio de intercâmbio peer-to-peer do país da África Oriental está à frente dos mais de 150 países pesquisados, à frente de outras superpotências africanas como Nigéria, África do Sul e Gana.

O relatório usou um índice que contabiliza a paridade do poder de compra da moeda do país, ao mesmo tempo que coloca a penetração da Internet no país em consideração.

O enfraquecimento do xelim queniano está levando as pessoas à criptomoedas

Foi deduzido que o enfraquecimento das moedas nacionais nesses países desempenhou um papel importante no aumento do comércio P2P. No Quênia, por exemplo, o xelim queniano desvalorizou 6,3% em relação ao dólar americano desde janeiro. Isso pode crescer muito mais porque a economia da maioria desses países ainda está lutando contra a variante delta da epidemia de coronavírus.

Conforme afirmado no relatório, “muitos mercados emergentes enfrentam desvalorização cambial significativa, levando os residentes a comprar criptomoedas em plataformas P2P para preservar suas economias”.

Além da queda do valor de sua moeda nacional, outra razão para o crescimento está ligada à maneira mais rápida e barata com que as criptomoedas permitem remessas de volta para casa.

O relatório Chainalysis afirmou que “a criptomoeda dá a esses residentes uma maneira de contornar esses limites para que possam atender às suas necessidades financeiras”. Tendo em mente que as transações internacionais na África podem ser caras às vezes.

Você deve se lembrar que relatamos anteriormente que a adoção global da criptomoeda cresceu 880% no ano passado. De acordo com nosso relatório, mercados emergentes como Nigéria, Quênia e os demais lideraram esse aumento.

O relatório afirmou que “as opções peer-to-peer foram creditadas pelo aumento na adoção de criptomoedas em mercados emergentes, como Quênia, Nigéria, Vietnã e Venezuela com alta classificação no índice. Seus volumes de transações em plataformas ponto a ponto (P2P) são enormes, causados ​​pela inacessibilidade de trocas centralizadas. Os mercados emergentes estabeleceram esse recorde, apesar de questões como a desvalorização da moeda que enfrentam e os limites de gastos.”

    Fique Atualizado

    Para entrar na lista de transmissão exclusiva, acessar as oportunidades de investimento e acompanhar dia a dia a transformação do mercado cripto basta enviar um whatsapp para +5511913758000 com a palavra ENTRAR!

    UNIERA CRYPTO VENTURES LTDA - CNPJ 42.131.910/0001-53
    Rua Engenheiro Edgar Egidio de Souza 510 - Pacaembú, São Paulo - SP 01233-020