Após meses seguidos de muitas baixas, os ursos resolveram dar uma trégua e os mercados de renda variável de forma geral, conseguiram fechar no campo positivo. No cenário macroeconômico os bancos centrais não trouxeram nenhuma surpresa, foi tudo conforme o planejado nas reuniões anteriores e isso trouxe mais confiança para o investidor.

Grandes players procuram se antecipar aos movimentos, devemos nos atentar a possíveis dados que possam mostrar uma melhora da inflação. Uma variável importante que deve guiar o mercado no início de agosto são os dados relacionados ao mercado de trabalho americano, que até agora segue aquecido, porém o FED sabe que se quiser obter resultados mais rápidos na inflação, deve atingir o mercado de trabalho, com mais desemprego, as pessoas gastam menos e por consequência os preços caem.

Na última semana tivemos uma boa recuperação do mercado cripto, FED atuou da forma que já era esperada e não trouxe surpresa para os mercados. Investidores viram com bons olhos e isso refletiu em boas altas tanto no mercado tradicional quanto no universo cripto.

No calendário econômico desta semana o drive será em torno do mercado de trabalho americano, pedidos de seguro-desemprego e relatório de empregos criados estão no foco. Sabemos que o FED está aumentando as taxas de juros, mas isso ainda não trouxe impacto direto no mercado de trabalho, estaremos de olho para possível volatilidade nos mercados até o final da semana.

Observando o gráfico semanal do Bitcoin, vimos que a região dos US$ 17.500 foi bem defendida por muito interesse comprador, entendemos que um teste do fundo marcado em junho é necessário para sabermos se os compradores realmente estão dispostos a forçar uma reversão da tendência de baixa ou se foi apenas um movimento de rally de alívio. Continuamos atentos com as mesmas regiões de preço marcadas em verde mostrando suporte e a faixa em vermelho, resistência.

Vimos altas fortes em diversas altcoins mas a segunda maior moeda em capitalização de mercado deu um show à parte, Ethereum chegou a subir 40% em relação ao Bitcoin e contra o dólar a alta foi de 100% se levarmos em consideração o fundo marcado em junho. O ecossistema da rede Ethereum também subiu forte com destaque para Matic e para Metis, dois criptoativos que já citamos em nossas análises.

Para nós, a atualização 2.0 do Ethereum já começa a mostrar sinais de força, vale a pena acompanhar mais de perto alguns projetos que visam trazer escalabilidade para a rede, as chamadas segundas camadas devem se destacar.

Bitcoin: Hash Ribbon

Como mencionamos nas análises anteriores, seguimos em capitulação dos mineradores, se o ciclo se repetir como foi no passado, essa é a última fase do mercado de baixa. No Bitcoin, quando os mineradores menos preparados iniciam a capitulação, estamos próximos de encontrar fundos majoritários para uma acumulação por parte de diversos players do mercado.

No gráfico abaixo ainda vemos a média mais curta abaixo da mais longa, isso quer dizer que muitos mineradores desligaram suas máquinas por não valer a pena minerar Bitcoin neste momento, o preço do custo de produção segue mais alto que a cotação atual.

Forçadamente esses mineradores são obrigados a vender suas reservas de Bitcoin para manter suas empresas funcionando durante esse período, quando a média curta (verde) cruzar para cima da longa (azul), essa capitulação terá terminado e o excesso de oferta que temos agora se esgotará.

Bitcoin: MVRV Z-Score

Um dos principais indicadores para identificar regiões de subvalorização do Bitcoin é o MVRV (Market Value to Realized Value). Fornece a relação entre o valor de mercado do Bitcoin e seu valor realizado, para calcular é necessário subtrair o market cap em dólar pelo realized cap e depois dividir pelo desvio padrão do market cap.

Esse indicador mostra regiões interessantes de sobre venda (verde) e de sobre compra (vermelho), nas últimas semanas revisitamos a região vista pela última vez durante o crash em março de 2020. O que pode indicar que encontramos um fundo relevante ou estamos muito perto de encontrar.

Conclusão

Dentro do Bear Market podemos ver altas expressivas, é importante ter em mente que a maioria das vezes serão rallys para retomar as quedas, ter uma gestão ativa de realização de lucros pode aumentar sua posição de hold visando o longo prazo.

Para quem deseja apenas acumular bons ativos visando o longo prazo, deve procurar a exposição ao longo do tempo, não sabemos quanto tempo deve durar esse bear market, o que sabemos é que faz sentido acumular visando o longo prazo. Ativos bem fundamentados seguem descontados, Bitcoin chegou a cair cerca de 75% e Ethereum 81% do topo. Focar no longo prazo traz bons retornos independe da estratégia que o investidor seguir.

Altcoins

Para que as aplicações descentralizadas recebam informações do mundo real e levem para dentro do ambiente virtual, são necessários oráculos descentralizados e um que gostamos muito se chama Band Protocol.

A função do protocolo é integrar as informações offline com as blockchains fornecendo dados confiáveis, eliminando um possível intermediário portador dessas informações. Band oferece integração de contrato inteligente de forma simples, permitindo que desenvolvedores comecem a usar apenas com algumas linhas de código. Foi projetado para ser mais rápido e eficiente do que os outros oráculos existentes além de ser compatível com a maioria das blockchains e contratos inteligentes existentes.

O projeto que domina este setor é a Chainlink, porém já tem bilhões em capitalização de mercado, enquanto Band Protocol tem menos de US$ 60 milhões, o que traz muita assimetria pensando como investimento. Já é possível investir em Band Protocol através do GAT, acesse aqui para mais informações.

A última semana de julho está repleta de dados importantes a serem divulgados, na agenda econômica Americana temos os balanços das principais empresas de tecnologia (Google, Microsoft, Meta e Apple), dados de venda de casas novas, PIB, pedidos iniciais de seguro-desemprego e a tão esperada decisão da taxa de juros seguida pela entrevista coletiva com o presidente do FED, Jerome Powell. 

Potencialmente pode ser uma semana de muita volatilidade para os mercados como um todo, dentre todos os dados que serão divulgados o mais esperado é a nova política monetária americana, o esperado é uma elevação de 0,75% e que provavelmente já está precificado pelo mercado. Porém é importante levar em consideração que a inflação veio mais alta do que o esperado atingindo 9,1%, sabendo disso alguns investidores já falam que essa próxima decisão pode surpreender com a elevação de 1%, isso de certa forma seria algo inesperado e poderia trazer mais negatividade para os mercados. 

No gráfico de preço do Bitcoin podemos estabelecer algumas regiões de interesse, tanto comprador quanto vendedor. As principais áreas onde devemos analisar a demanda está nos US$ 17.000 e US$ 15.000 respectivamente, num cenário onde o preço tente ir acima, é importante ficar atento a partir dos US$ 25.000 até os US$ 28.000. Para acreditar numa reversão de tendência de baixa será necessário um rompimento da faixa vermelha e a manutenção acima, caso contrário podemos ver novas mínimas nas próximas semanas.

É importante estar preparado para ambos os cenários, podemos estimar as probabilidades e ter um plano para mais quedas ou para uma possível reversão. O cenário macro não está dos melhores, porém é importante saber que os melhores momentos para compra estão presentes no medo, quando temos muita euforia devemos pensar o contrário.

Quando há consenso sobre uma direção podemos esperar sempre o contrário, o mercado é muito contraintuitivo e por isso a grande maioria das pessoas físicas não conseguem lucrar, entregando seus bitcoins baratos para institucionais que seguem a mesma estratégia há tempos. Esses players dominam os mercados voláteis há décadas e nos últimos tempos iniciaram suas operações em criptomoedas. 

Short-term Holder Cost Basis

Esse é um indicador que costuma servir de resistência em tendência de baixa e de suporte em tendência de alta, representa o preço de compra média do holder de curto prazo. Ao contrário do que todo mundo imagina, o holder de curto prazo impacta na direção do preço de bitcoin pois quando estamos em bear market este player tende a querer sair de suas posições no zero a zero, já que entrou há pouco tempo e já amargou muito prejuízo, assim costumam sair na primeira oportunidade que o mercado dá. Neste momento o indicador marca a região dos US$ 28.000 do Bitcoin como zona de resistência, se observarmos no passado, essa linha rosa guiou as tendências de baixa e as de alta. Quando temos um bull market esses players acabam comprando mais quando o preço retorna ao seu médio e isso aumenta a demanda.

Bitcoin: Taxa de Financiamento dos Contratos Futuros

Este gráfico abaixo mostra como está a taxa de financiamento no mercado futuro de Bitcoin, quando temos mais players alavancando na compra, os histogramas ficam verdes e na venda vermelhos. Atualmente as forças estão equilibradas, notem que nos fundos relevantes em março de 2020 e julho de 2021 existia um desequilíbrio com um peso maior para o lado da venda. Como dissemos anteriormente, quando há um consenso sobre a direção do preço do Bitcoin, o ideal é buscar atuar para o lado inverso. 

Grandes players que dominam o mercado buscam criar armadilhas e narrativas para captar o máximo de liquidez possível, com o equilíbrio atual não vemos grandes chances do movimento tomar uma direção, aparentemente a região entre a mínima produzida em junho até a região dos US$ 28.000 segue como consenso para vendedores e compradores. 

Acreditamos que em uma situação em que todo o macro apontar para mais quedas e mais players realizarem prejuízos, podemos ter um desequilíbrio na taxa de financiamento e mais intenções para a ponta vendedora devem surgir, armando assim uma armadilha para capturar liquidez e formar um fundo macro do Bitcoin, da mesma forma que foi no passado. Analisar os contratos futuros e suas intenções baseadas nas taxas de financiamento é mais uma arma para procurar regiões boas de atuação. 

Conclusão

Seguimos em tempos de indecisão por parte dos investidores, quem está de olho no curto prazo está baixista e quem visa o longo prazo sabe que a assimetria está grande para acumular Bitcoin na região de preço atual. Cada um deve ter sua estratégia traçada e executar conforme o planejado, entendemos que para longo prazo a exposição ao longo do tempo faz mais sentido. 

Fazer DCA aos poucos durante a segunda metade de 2022 pode proporcionar ótimos retornos financeiros visando o próximo Halving (2024), acreditamos no segmento cripto como um todo, sabemos que muitos ativos estão subvalorizados e com potencial enorme de valorização para os próximos anos. 

Altcoins

Nos últimos dias tivemos altas expressivas em algumas altcoins, uma que se destacou leva o ticker de LEVER, que é o token de governança da plataforma descentralizada LeverFi, é uma solução que permite a negociação por traders com alavancagem de até 10x. 

LeverFi faz algo diferente do que as exchanges tradicionais, ela permite que os usuários comprem os ativos no mercado à vista através de corretoras descentralizadas pelo mercado secundário. 

Para atuar na LeverFi o usuário deve depositar margem de garantia para começar a operar, porém a diferença é que a própria plataforma coloca os ativos depositados em protocolos DeFi para que o usuário tenha rendimentos mesmo que os fundos sejam utilizados para fazer trades

Os holders dos tokens LEVER também têm direito a voto na governança da plataforma através do stake, caso o usuário trave seus tokens por um período mais longo, receberá mais recompensas e dessa forma aumenta seu poder de voto na governança. Através do GAT, já é possível investir em LeverFi, clique aqui e saiba mais

Na semana passada tivemos a divulgação dos dados de inflação americana e os números vieram piores do que o esperado, a projeção era de 8,8% e veio 9,1% confirmando que os preços continuam a escalada rumo a novos recordes. As medidas econômicas tomadas pelo FED devem surtir efeito no médio prazo, aparentemente o mercado já precificou esses dados. 

Uma novidade que pode trazer visibilidade para o mercado cripto é que a Polygon foi escolhida pela Disney para um novo programa de desenvolvimento de negócios que apoia empresas inovadoras pelo mundo. A Polygon vem se destacando em várias frentes, na semana passada falamos sobre o desenvolvimento de um smartphone preparado para Web 3 e agora foi a única blockchain selecionada para este projeto da Disney. Partindo para uma análise do gráfico de preço do Bitcoin, vimos uma confirmação de entrada de demanda no suporte estabelecido na região dos US$ 20.000. Temos espaço para uma correção, pois durante as recentes quedas, não houve nenhum tipo de pullback até os pontos de rompimento de baixa ou retrações. Devemos lembrar que seguimos em bearmarket e que possíveis rallys de alta devem acontecer para testar os pontos importantes, a próxima zona de resistência está em US$ 25.000.

Mesmo em períodos de bear market é possível aproveitar algumas altas de diversos ativos, sabemos que praticamente todos os criptoativos estão subvalorizados e que muitos investidores estão posicionados em stablecoin esperando o momento de aportar. Nesses últimos dias tivemos altas em diversas altcoins, muitos investidores aportaram nessas recentes baixas e agora estão colhendo os frutos. 

É importante saber que muitas altas de bear market são pullbacks de respiro para o preço voltar a cair, o melhor momento para aportar em cripto é durante as quedas e nos rallys de alta ir vendendo as posições aos poucos, aproveitando momentos de FOMO por parte de outros participantes para realizar o lucro das posições montadas em períodos de medo. 

Realized Price 

Essa métrica representa o valor de todos os bitcoins no preço em que eles foram adquiridos dividido pelo número de bitcoin em circulação, o Realized Price mostra o estado econômico do mercado de Bitcoin. 

Na imagem abaixo podemos ver o tempo em que o Bitcoin ficou abaixo de seu preço realizado durante os períodos de bear market, com essa estimativa é de se imaginar que podemos passar mais tempo nessa faixa de preço atual. 

Com toda a piora do cenário macro é possível estabelecer um comparativo com as quedas de anos anteriores, porém o lado positivo é poder acumular Bitcoin por mais tempo nos preços atuais. 

Total Supply em Prejuízo

A partir dos dados on chain vimos que no range entre US$ 17.600 e US$ 21.200 mais de 1,5 milhão de bitcoins foram transacionados, ou seja, trocaram de mãos e agora essa região se tornou muito importante para o processo de acumulação.É possível mensurar esses dados através da análise do supply em prejuízo, desde que marcamos o fundo local na região dos US$ 17.600 houve muita negociação e cerca de 8% do total de supply em circulação foi comprado nesse range de preço. Quanto mais volume de negociação maiores são as chances de se tornar uma faixa a ser respeitada.

Conclusão

Estamos passando por períodos desafiadores, porém temos um leque gigante de oportunidades. Como sempre dizemos, o longo prazo segue intacto e o DCA acaba sendo a melhor estratégia para quem tem como objetivo esse prazo de investimento. 

Para o curto prazo podemos ter alguns rallys de alívio até o final do mês, já que a próxima reunião do FED pode trazer novidades. Vimos os dados de inflação acima do esperado e isso pode desencadear postura ainda mais hawkish dos membros do FED, a possibilidade de um aumento da taxa de juros maior do que o esperado pode ser um catalisador para novos movimentos de baixa, vale a pena ficar atento. 

Altcoins

Hoje vamos falar de Acala, ficou conhecida por ser a vencedora do primeiro leilão de parachains da Polkadot. Acala é uma plataforma de contratos inteligentes de primeira camada compatível com Ethereum e preparada para finanças descentralizadas (DeFi), possui liquidez integrada e aplicativos já prontos para o uso. 

Acala deseja ser o centro de liquidez da Polkadot englobando uma Exchange descentralizada, uma stablecoin (aUSD), staking de DOT e EVM (Ethereum Virtual Machine) otimizado para DeFi. 

O token nativo leva o ticker de ACA e é usado para pagamento de taxas de transação, taxas de juros por empréstimos dentro do DeFi e taxas no caso de liquidação. Também é possível participar da governança da rede pois o holder tem poder de voto. 

O projeto Acala visa preencher a lacuna entre Ethereum e Polkadot, a plataforma já oferece diversos serviços dentro do universo DeFi como por exemplo: 

Acala promete solucionar grandes questões ligadas ao DeFi, já é possível investir em ACA através do Unitok, clique aqui e saiba mais.  

Mais uma semana terminou e agora investidores seguem em compasso de espera pela divulgação dos dados de inflação americana que ocorrerá na quarta-feira e promete trazer volatilidade. O Banco Central Americano (FED) segue com o tom mais hawkish e não está sinalizando afrouxamento de sua atual política econômica, acreditamos que esse tom deve mudar quando a inflação mostrar sinais de melhoria. 

Enquanto isso muito trabalho vem sendo desenvolvido nos bastidores, Solana e Polygon anunciaram que estão desenvolvendo smartphones que possuem conectividade com web 3, mais um passo em direção da adoção. A diferença entre projetos que vão sobreviver ao bear market é essa, quem segue trabalhando e recebendo investimentos tem muita probabilidade de voltar na próxima bull run ainda mais forte. Analisando o gráfico semanal do Bitcoin, vemos que a região dos US$ 20.000 segue segurando, porém não tem demonstrado força suficiente para levar os preços para cima. Caso essa região seja perdida, poderemos ver Bitcoin sendo negociado na faixa dos US$ 15.000, ao longo deste relatório vamos falar mais sobre potenciais gatilhos para continuação da queda ou de um possível rally de alívio.

Um dos principais gatilhos para a continuação da queda é a capitulação de players importantes, já falamos sobre isso nas semanas anteriores. Depois de diversos fundos e empresas que estavam alavancados serem liquidados, chegou a hora dos mineradores. 

Nos ciclos anteriores os fundos majoritários do Bitcoin foram formados durante a capitulação de mineradores, os mais antigos que tem melhores estruturas e que já passaram por diferentes ciclos de mercado conseguem se manter, já os menos preparados que capitulam. 

Nessa fase esses mineradores acabam desligando suas máquinas pois o custo de produção de Bitcoin acaba sendo maior do que o valor da cotação atual, dessa forma não vale a pena minerar e eles optam por vender parte de suas reservas para custear os custos fixos. 

Hash Ribbon 

É um indicador que tenta identificar períodos em que os mineradores de Bitcoin podem estar capitulando, isso acontece quando a média móvel dos últimos 30 dias (verde) cruza abaixo da média móvel de 60 dias (azul). 

Como dissemos anteriormente, mineradores menos preparados estão desligando suas máquinas devido ao custo de produção ter se tornado mais alto do que o preço de Bitcoin negociado atualmente. No passado esses eventos representaram períodos excelentes de compra visando o longo prazo. 

No gráfico abaixo a faixa em vermelho denota o período em que a capitulação foi iniciada, agora devemos ter atenção com os níveis de hash hate para entender até onde essa capitulação dos mineradores pode chegar. 

Reserve Risk

É um indicador que nos permite visualizar a confiança entre os detentores de Bitcoin de longo prazo em relação ao preço do Bitcoin em um determinado momento. Quando a confiança é alta e o preço é baixo, há um risco/recompensa atraente para investir em Bitcoin naquele momento (zona verde). Quando a confiança é baixa e o preço é alto, o risco/recompensa não é atraente (zona vermelha). 

Quando o Reserve Risk esteve na zona verde, tivemos retornos enormes ao longo do tempo. O indicador está apontando um nível mais baixo do que em março de 2020, ou seja, estamos em um período de excelentes oportunidades.  

Conclusão

Apesar do período ser desafiador entendemos que o preço do Bitcoin está apresentando uma subvalorização em diversos indicadores, entramos no período de capitulação por parte dos mineradores e no passado esse foi o último estágio do bear market

Entendemos que a curto prazo podemos ter surpresas tanto positivas quanto negativas, porém visando o longo prazo a tendência é que o fundo majoritário esteja próximo. 

Altcoins

Um segmento que teve bastante destaque em 2021 foi o play to earn, diversos jogos foram lançados com uma economia própria o que gerou enorme demanda por projetos nesse sentido, alguns mais simples e outros mais elaborados. 

Star Atlas é um exemplo de jogo muito bem elaborado que ainda está em produção, seus desenvolvedores captaram recursos para produzir um dos jogos criados para blockchain mais esperados dos últimos meses.

O jogo tem um cenário futurista de ficção científica onde três facções surgiram e competem por recursos e controle: humanidade, raças alienígenas e androides. Star Atlas exige que o jogador pense em um plano tático sobre como interagir com outros jogadores e facções. 

Economia

Por possuir uma economia própria e rodar na blockchain da Solana os ativos adquiridos no jogo podem ser negociados como NFTs, será possível vender ou alugar os itens. Falando da parte da economia de Star Atlas, o jogo possui um token de governança chamado POLIS e o token ATLAS que servirá para pagamentos, operações e taxas do jogo. Ainda sem data de lançamento confirmada, os desenvolvedores seguem trabalhando e os vídeos disponibilizados até agora são bem animadores. Tudo indica que será um dos grandes lançamentos da indústria dos games, para ter acesso a este investimento basta acessar este link e através do GAT, você conseguirá investir de maneira simplificada em uma cesta de criptoativos onde um dos projetos investidos é o token ATLAS.

O mês de junho foi regado a muitas baixas no mercado como um todo, seguimos com incertezas no campo econômico e geopolítico, inflação batendo recordes nos Estados Unidos e Europa, aperto monetário divulgado pelos Bancos Centrais, iniciamos o segundo semestre de 2022 com cautela, mas de olho em muitas oportunidades.

Com todas essas variáveis citadas, entendemos que o drive que nos levará a uma possível saída desse bear market é a retração da inflação ao redor do mundo, quando as medidas de aperto monetário surtirem efeito e os dados de inflação começarem a cair, podemos ver investidores se antecipando e remontando suas posições.


        

Seguimos com a contração de volatilidade no Bitcoin, é a segunda semana em que o preço segue contido entre duas faixas estreitas de negociação. Aparentemente os investidores seguem em compasso de espera aguardando uma melhora do cenário macroeconômico como um todo. 

Durante períodos de incerteza, há uma corrida para o dólar americano por ser uma moeda forte que mostrou seu valor ao longo da história. O índice DX que representa o dólar contra uma cesta das principais moedas fiduciárias, segue em alta revisitando níveis vistos em 2002, a alta do dólar também reflete na queda das criptomoedas. 

Analisando o gráfico semanal do Bitcoin, vemos que nenhuma mudança significativa aconteceu na última semana, o preço segue negociando abaixo dos US$ 20.000. O que traz preocupação já que era uma região de suporte e agora está agindo como resistência, preço segue com dificuldade de passar essa barreira.

Com todo esse pessimismo do mercado, é provável que seguiremos por mais tempo negociando nesses patamares mais baixos. Para acreditarmos que essa faixa de preço em torno dos US$ 20.000 tenha relevância para se tornar um suporte de longo prazo, é necessário a entrada de demanda compradora por mais tempo, talvez uma consolidação mais longa após uma tentativa de romper a mínima formada nas últimas semanas. 

Mesmo que o mercado siga em baixa por mais tempo, podemos ver alguns rallys de alta para testar os pontos importantes rompidos, talvez uma virada do mercado aconteça quando o FED adotar uma postura mais dovish e aliviar o aperto monetário. 

Bitcoin NUPL

O indicador abaixo é o Net Unrealized Profit/Loss, por definição é a diferença entre market cap e o realized cap dividido pelo próprio market cap. Ele nos mostra um mapa de calor de acordo com determinadas regiões que o preço atinge, nesse indicador procuramos enxergar momentos em que o Bitcoin esteja num ponto bom de compra ou de venda, como enxergamos isso? 

Quando estamos em região de euforia (azul), os players mais antigos normalmente estão realizando suas posições e entregando seus ativos para novos entrantes e quando estamos em medo (laranja) ou capitulação (vermelho), a probabilidade de estarmos próximos de um fundo majoritário é maior. A zona de capitulação é alcançada quando há uma “limpeza” do mercado, nesta situação até os players que mais acreditam em Bitcoin estão tendo que vender suas posições por situações extremas, seja alavancagem ou no caso de mineradores por dificuldade em pagar os custos operacionais. Neste momento encontramos no passado as melhores oportunidades de compra, este indicador começou a apontar a capitulação nos últimos dias.

Bitcoin Net Realized Profit/Loss 

Durante o bear market é normal vermos muita realização de prejuízo e no bull market muita realização de lucro, isso mostra se o mercado está saudável ou não. Neste momento seguimos com altas realizações de prejuízo, porém os fundos majoritários são encontrados nesta fase que é onde os ativos trocam de mãos, passando das mãos fracas para os mão fortes. 

Atualmente estamos vivenciando realizações de prejuízo muito maiores do que as vistas em julho de 2021, o que pode significar que estamos próximos de encontrar fundos até mais relevantes pensando no longo prazo, é importante que os players em determinado momento esgotem as realizações de prejuízo para que o mercado se estabilize e volte a subir.

Conclusão

O momento é de cautela para quem visa o curto prazo, não temos nada que indique uma reversão de tendência neste horizonte de investimento. Para quem visa o longo prazo, as métricas apontam que estamos num período excelente para aportes fracionados, grandes carteiras seguem acumulando, porém ainda há a possibilidade de quedas. Seguimos otimistas com Bitcoin para o longo prazo, os fundamentos seguem sólidos e qualquer queda segue sendo ótima oportunidade de acumulação.

Altcoins

Acreditamos que algumas narrativas podem ser criadas com base no hype que tivemos com o move to earn, um projeto que estamos acompanhando e possui uma economia baseada em watch to earn é a Ritestream. 

É uma plataforma descentralizada para criação, monetização e consumo de conteúdo de cinema e TV via web 3. A ideia central da Ritestream é capacitar os criadores de conteúdo desde a concepção até a distribuição. 

NFTs

Por meio de um mercado NFT descentralizado, a Ritestream visa impulsionar a eficiência e a economia de custos, permitindo o acesso personalizado ao conteúdo disponível na plataforma. Também será possível negociar NFTs de produtores que possuem conteúdo dentro da plataforma. 

Descentralização Ritestream pretende capacitar os criadores desde a concepção até a distribuição global, com um mercado descentralizado para cinema e televisão que será impulsionado pela eficiência e a economia de custos, além de permitir acesso à escolha de conteúdo personalizado para os expectadores. Já é possível investir em Ritestream através do Unitok, clique aqui e saiba mais.

Na última semana tivemos uma redução da volatilidade no mercado cripto, de certa forma o mercado tenta se acalmar depois das baixas sofridas nas últimas semanas. Já no mercado americano de ações tivemos boas altas, cerca de 3,5% para o S&P e 4% para Nasdaq.

O FED segue com a política de aumento de juros para segurar a inflação americana que continua batendo recordes, temos a inflação subindo forte também na Europa, porém o Banco Central Europeu (BCE) ainda não interferiu em sua política monetária. Todo esse cenário inflacionário ao redor do mundo gera incertezas, os investidores acabam tirando dinheiro do risco procurando por investimentos mais tradicionais e com menor volatilidade. 

Observando o gráfico semanal do Bitcoin, vimos uma contração de volatilidade durante a semana passada, quando o preço tem esse comportamento normalmente temos um aumento de volatilidade nas semanas seguintes, quanto mais comprime mais força o movimento seguinte tem, vale a pena ficar de olho. A região dos US$ 20.000 segue segurando, podemos seguir nesta faixa durante uma maior acumulação dos players, caso essa região seja perdida o suporte mais próximo começa na zona dos US$ 15.000.

Estamos acompanhando o movimento das grandes carteiras de Bitcoin, algumas bem expressivas começaram a acumular nesta região atual de preço. Apesar do movimento forte de queda, ainda não vimos sequer um “respiro” de alta, o preço praticamente caiu direto dos US$ 48.000 para os US$ 17.650, podemos estar próximos de encontrar um fundo local do Bitcoin para depois consolidar e construir um fundo majoritário. 

Bitcoin Net Profit/Loss [BTC]

Na última falamos sobre realização de prejuízo recorde, porém em USD, hoje abordaremos a realização de prejuízo em Bitcoin. Nessas recentes quedas vimos cerca de 98.566 bitcoins por dia de realização de prejuízo, o que é 0,52% de todo supply circulante, apenas duas vezes na história vimos um número tão alto, o primeiro marcado em novembro de 2011 e o segundo em março de 2020. Em todas as vezes citadas, marcamos fundo macro no Bitcoin, vale a pena se expor nessas faixas de preço pensando no longo prazo. 

Hash Ribbon

Um indicador que tem relação com a atuação dos mineradores é o Hash Ribbon, nele temos plotadas duas médias, a de 60 e a de 30 dias. Quando a 30 cruza abaixo da 60 significa que os mineradores que entraram há menos tempo estão desligando suas máquinas pois o custo de produção está alto e não vale a pena deixar os equipamentos ligados neste período. 

Neste cenário, além de desligarem suas máquinas eles também vendem parte de suas reservas de Bitcoin, iniciando assim a capitulação por parte dos mineradores. Historicamente, as capitulações dos mineradores foram a última etapa do bear market indicando que podemos estar próximos de encontrar um patamar preço que será respeitado a longo prazo.

Conclusão

Muitos indicadores on chain mostram que o Bitcoin está próximo de encontrar um fundo local e que com o passar das semanas pode se tornar um fundo macro visando o próximo ciclo. Sabemos dos desafios que a volatilidade traz, mas para quem visa o médio e longo prazo, entramos em uma janela de oportunidade interessante. Muitas métricas apontam uma subvalorização semelhante à do crash de março de 2020, aportes fracionados durante as próximas semanas podem trazer ótimos retornos no futuro.

Altcoins

Com as atualizações que estão por vir da rede Ethereum, acreditamos que uma das próximas narrativas que serão construídas estão em torno das segundas camadas, elas trazem escalabilidade para a rede e uma das soluções que estamos monitorando é a Metis Dao.

Trata-se de uma segunda camada da rede Ethereum que reúne uma série de transações em conjunto para enviar de uma vez para a camada principal, Metis Dao possui o modelo de consenso chamado optimistic rollups o que traz a capacidade de fornecer suporte a aplicações compatíveis com a Ethereum Virtual Machine (EVM). 

Optimistic Rollups

Os optimistic rollups dependem de agentes de redes conhecidos como “sequenciadores” que organizam e unem transações para serem enviadas para primeira camada. Nesse modelo, como o próprio nome já diz as transações são validadas de forma otimista, porém as confirmações de transação na blockchain principal ficam sujeitas a um período de contestação antes de enviar à camada principal, isso é feito para prevenir fraudes, porém pensando em blockchain e universo cripto, não é o ideal e isso pode trazer um ponto de atenção. 

ZK-Rollups

Os fundadores da Metis disseram que já possuem a tecnologia para migrar para o modelo de ZK-rollups (zero knowledge), onde são usadas provas complexas para validar transações na rede, de forma instantânea e não sendo possível a contestação da transação eliminando o problema que o modelo otimista traz. 

Investimentos

Um ponto interessante é que Metis Dao recebeu muitos aportes de grandes investidores através de Venture Capitals e conseguem se manter trabalhando nesse bear market, o time conta com grandes nomes de desenvolvedores do mercado cripto e um fato curioso é que a mãe do Vitalik Buterin (Fundador do Ethereum) está no time como Head de relações com investidores.

Token Economics

Falando de token economics, early investors receberam cerca de 15% do total do supply, é um percentual baixo para esse segmento de investidores, o time só terá direito a 7%, o que de fato é um número baixo também. Um dos pontos interessantes é que a maioria dos tokens direcionados a investidores já foram distribuídos, o que diminui a pressão vendedora e a diluição financeira de quem investe agora. Desses early investors, só 0,5% dos tokens negociados no seed round, faltam ser distribuídos.

Com a necessidade de escalabilidade para a rede Ethereum e se tratando de uma solução bem pensada tanto da parte dos desenvolvedores, quanto da economia do token, a Uniera está acompanhando bem de perto todos os passos da Metis Dao. Já é possível investir em Metis Dao através do Unitok, clique aqui e saiba mais

The Next Ethereum. No, Genuinely. | by CryptoFI | Medium

Passamos por mais uma semana de baixas fortes para os mercados de risco, nas últimas semanas vimos o dólar ganhando força frente as principais moedas fiduciárias e por consequência contra as criptomoedas também. Em períodos de incerteza, temos uma corrida por dólar no mundo todo, os investidores buscam liquidez para aguardar uma melhora do cenário e se posicionar em uma nova precificação dos ativos. 

Se levarmos em consideração o topo atingido em novembro de 2021, Ethereum caiu 81% até a mínima da última semana e Bitcoin 73%. Atingimos patamares de preços negociados em 2020 o que pode ser atrativo para diversos investidores que estão aguardando para se reposicionar, ao longo deste relatório vamos mapear alguns dados que podem nos mostrar que estamos muito próximos de ter encontrado uma faixa de preço interessante para o Bitcoin. 

No gráfico semanal do Bitcoin perdemos o suporte anterior que tinha seu limite na região dos US$ 25.000 e agora passa a se tornar resistência. Houve um aumento de demanda compradora dos US$ 17.500 até os US$ 20.000, quem visa o longo prazo como horizonte para seus investimentos, pode estar de frente para uma grande oportunidade de acumulação, lembrando que após encontrar uma nova zona de demanda o preço tende a lateralizar para que grandes players possam se posicionar sem deslocar o preço.

Como dissemos na semana passada, muitos investidores estavam alavancados no mercado cripto, desde pessoa física até grandes fundos. Com essa queda da última semana tivemos muitas liquidações de alavancados, como a blockchain é transparente conseguimos saber qual o preço de liquidação das posições desses players. Muitos foram liquidados e alguns ainda podem ser, caso o mercado tente mais uma vez ir abaixo da mínima da última semana, vale a pena observar.

Realised Loss

Nesses últimos dias houve um aumento exponencial de realização de prejuízo por parte dos investidores totalizando mais de US$ 7 bilhões, normalmente quando há uma capitulação, o mercado encontra um fundo majoritário. Encontramos uma nova máxima histórica nesta métrica, notem que em maio de 2021 marcamos a região de fundo de longo prazo que veio a ser testada em julho para finalmente voltar a subir. 

Como dito anteriormente, a construção de um fundo macro normalmente é feita através de uma consolidação por longas semanas, por isso é de extrema importância fazer DCA (Dollar Cost Average).

Production Cost

O preço do Bitcoin atingiu o limite inferior de seu custo de produção pela primeira vez desde o crash de março de 2020. A ideia é que o Bitcoin deva valer no mínimo o custo de energia para produzi-lo. Pensando dessa forma, atingimos a região extrema da subvalorização do Bitcoin, caso o preço do ativo vá abaixo desse valor e se mantenha, podemos ter um número maior de mineradores desligando suas máquinas. Em março de 2020 visitamos essa região de preço, porém rapidamente retornou para dentro da faixa mínima de custo, talvez possamos ver um movimento parecido durante as próximas semanas.

Conclusão

Apesar de todas as recentes quedas do Bitcoin entendemos que chegamos a regiões extremas, não tivemos nenhuma correção de preço desde os US$ 50.000, seguimos extremamente sobrevendidos em diversos indicadores. Outro ponto a se observar é a posição das maiores carteiras de Bitcoin, na faixa atual de preço, eles estão acumulando o que pode ser um indicativo de uma construção de fundo. 

A partir de nossa análise entendemos que a região atual de preço é boa para acumular Bitcoin pensando em longo prazo, os próximos meses serão um grande desafio para a economia global, porém é importante saber se posicionar em momentos de pânico, pois é onde as melhores oportunidades aparecem. 

 Altcoins

Um dos segmentos que podem ganhar evidência com uma adoção em massa do mercado cripto é o setor de privacidade. Um projeto que já vem sendo desenvolvido desde 2018 é Oasis Network (ROSE), conta com uma equipe composta por pesquisadores e peritos em segurança digital com experiência em empresas como Apple, Google, Amazon e Goldman Sachs.

Oasis Network é uma layer 1 voltada para privacidade e tem como modelo de consenso o proof of stake, desenvolvida para possibilitar uma economia de dados mais responsável. O token nativo é o ROSE e é usado para pagar taxas de transação e fazer staking

Possui a capacidade de manter os dados confidenciais, Oasis Network permite o desenvolvimento de dark pools, stablecoins, oráculos e pagamentos, todos de forma privativa.

Dois pontos interessantes a se observar: 

Já é possível ter exposição a Oasis Network através do Unitok, clique aqui e saiba mais

Seguimos em tempos difíceis para os mercados de risco, na última semana tivemos a divulgação dos dados de inflação americana que atingiram 8,6%, número recorde dos últimos quarenta anos. Como não tivemos resultados no controle da inflação mesmo com os atuais aumentos na taxa de juros americana, os investidores preferiram continuar saindo do risco e procurando ativos mais conservadores. 

O mercado cripto continua em queda acentuada, já estamos abaixo de US$ 1 trilhão de capitalização de mercado, Bitcoin encerrou a semana com 11% de queda enquanto o Ethereum caiu cerca de 20%. A grande maioria das altcoins seguem em queda livre e a dominância do Bitcoin atingiu quase 50%, número visto anteriormente em julho de 2021. Em mercados de baixa os investidores que querem ficar expostos em cripto, saem das altcoins em busca do Bitcoin, isso faz com que a dominância aumente.

Observando o gráfico semanal do Bitcoin, vemos que a região rompida dos US$ 30.000 agora serve de resistência para o preço não passar. O suporte mais forte da história de Bitcoin está na região da média de 200 semanas, atualmente o valor dela está em US$ 22.400, esta média representou pontos muito bons de compras.

Como estamos vivendo um período de “enxugamento” de liquidez em todos os mercados de risco, muitos players seguem saindo de suas posições e a força vendedora segue derrubando o mercado cripto. Por outro lado, também temos muita gente alavancada no mercado, o que pode trazer ainda mais volatilidade no curto prazo. Na semana passada falamos da importância de se fazer aportes fracionados, assim o investidor consegue sempre equilibrar seu preço médio e diminuir o fator volatilidade.

Realized Price

Uma das métricas mais importantes on-chain é essa que vamos analisar agora, ela representa o valor de todos os bitcoins no preço que eles foram adquiridos divididos pelo número de bitcoins em circulação.O RealizedPrice é importante porque mostra o estado econômico do mercado de Bitcoin a nível global, o valor atual desse indicador está em US$ 23.340. Historicamente representou mínimas majoritárias no preço do Bitcoin, normalmente fundos de BearMarket. Apesar de todo o medo e pânico que o mercado vive atualmente, estamos em regiões extremamente importantes de aportes pensando no longo prazo.

Mayer Multiple

O indicador abaixo simplesmente compara o preço do Bitcoin com a sua média móvel dos últimos 200 dias, a linha azul representa o Mayer Multiple e abaixo da faixa verde temos as melhores regiões de compra ao longo da história. Com as recentes quedas, chegamos na região interessante de compras de Bitcoin, diversos indicadores on-chain nos mostram que atingimos pontos de suportes majoritários, a questão é que o preço pode cair um pouco mais, porém a região se mostrou interessante no passado.

Conclusão

O mercado cripto segue sofrendo com as atuais baixas, sabemos dos riscos de volatilidade do curto prazo, porém diversos indicadores nos mostram que nasceram grandes oportunidades visando o longo prazo. Bitcoin segue com seus fundamentos sólidos, o valor intrínseco que ele traz não condiz com a cotação de preço, para quem está pensando em se expor, vale a pena fazer aportes fracionados ao longo das próximas semanas. 

Altcoins

Visando as próximas atualizações que a rede Ethereum receberá nos próximos meses, entendemos que projetos que sejam desenvolvidos para proporcionar mais escalabilidade para rede Ethereum tenham crescimento nos próximos meses. 

O protocolo Loopring é uma solução Layer 2 criada para escalar a rede principal, o seu token nativo leva o ticker de LRC. Loopring é um protocolo de código aberto desenvolvido para servir como corretora descentralizada usando como base o Ethereum. 

Loopring utiliza a tecnologia de ZK-Rollups, isso significa prova de conhecimento zero que é uma técnica que permite que uma aplicação faça uma afirmação sobre os dados inseridos na rede, com isso consegue ter: 

Nesse modelo de Layer 2 os validadores juntam um montante de transações e as enviam todas juntas após atingir um número X de negócios, é como se os compradores dividissem o valor das taxas e isso torna possível a negociação de valores mais baixos, já que para atuar na blockchain do Ethereum as taxas são mais altas. Loopring pode ser facilmente integrada a qualquer plataforma de contrato inteligente, já é possível investir no protocolo através do Unitok que representa uma cesta com cerca de 50 ativos do mundo cripto, clique aqui e saiba mais.

UNIERA CRYPTO VENTURES LTDA - CNPJ 42.131.910/0001-53
Rua Engenheiro Edgar Egidio de Souza 510 - Pacaembú, São Paulo - SP 01233-020